Medicina Espiritual - Apometria

Medicina Espiritual, Apometria

img_curso_apometria_quantica2

“Apometria é uma técnica que permite com razoável facilidade, a um grupo de médiuns treinados, a indução para estados de desdobramento dos corpos mediadores; em especial o etérico, o astral e o mental. É também importante ferramenta de criação de campos de força. Não basta somente o conhecimento da técnica em si, mas é fundamental a egrégora que se forma durante os trabalhos, pois, é proveniente de cada elo da corrente, a sustentação mental para que“o lado de cá” possa agir em padrões vibracionais, que normalmente exigiriam grande dispêndio de energia e esforço das falanges socorristas, que dão apoio a esses trabalhos de cura desobsessivos”. ~“Ramatis”~

Apometria é uma técnica de cura oriunda da Aumbandhã – Lei Maior Divina ou Sabedoria Secreta, setenária e esotérica, originária de uma estrela da Constelação de Sírius, muito próxima ao Grande Sol Central. Ela é por nós conhecida desde os tempos de Atlântida, época em nosso querido Ramatis foi Sacerdote Aumbandhã. É aplicada apenas a espíritos vivendo como seres humanos, por ser lastreada numa ordem setenária, onde através de imposição de pulsos magnéticos, comandados por pessoa treinada, faz-se o desdobramento dos sete corpos que nos compõe, ou seja, faz-se com que os nossos sete corpos afastem-se temporariamente, para que nossos irmãos maiores, médicos do espaço, possam realizar em separado, mais rapidamente, portanto, em nós uma transmutação energética de forma plena, proporcionando assim a nossa cura, através da dissolução das disfunções a que chamamos de doenças. A propósito, essas disfunções existem em função do desentendimento entre nosso emocional e nosso racional, ou melhor, entre nossos pensamentos e sentimentos. Sejamos, portanto, fieis a nossos pensamentos e sentimentos, que tudo muda em nossa vida.

Embora sendo um sistema de cura bastante antigo, sendo como dito acima já utilizado em Atlântida, foi por nós mesmos completamente relegado ao esquecimento.

Já em nosso tempo, em 1.867, essa técnica de cura, que ainda não levava o nome de Apometria, era descrita através de seus métodos e mecanismos, pelo Sr Peyanne, na Sociedade Espírita de Bordeaux, sob aquiescência de Kardec. Ainda nesse período coube a outro cientista e pesquisador da Doutrina dos Espíritos, Ernesto Bozzano, (1.862 – 1.943), em sua obra “Fenômenos de bilocação”, criar o termo “desdobramento”, circunstanciando detalhadamente, os processos que envolvem os veículos de manifestação do espírito reencarnado, dentro de uma ordem setenária.

Mas, se temos hoje o privilégio e a oportunidade de conhecê-la e de nos utilizarmos dessa magnífica Terapia de cura, é graças ao Dr. José Lacerda de Azevedo, que foi em nosso plano, Médico e Espírita, extremamente bem conceituado. O Dr Lacerda criou esse termo em 1.965, após conhecer e experenciar uma técnica de cura denominada Hipnometria, que era na época empregada em enfermos em geral, com excelentes resultados, pelo psiquista Porto-riquenho Luiz Rodrigues.

O termo Apometria vem do grego, onde Apó significa “além de ou fora de” e Metron, que é “relativo à medida”. Representa o clássico desdobramento entre o corpo físico e os corpos espirituais do ser humano. Não é propriamente mediunismo, é como dito no início dessa explanação, uma técnica setenária de dissociação dos nossos corpos, através de desdobramento, lastreada nas leis da física quântica. É um sistema de cura com base em sólidas fontes de amor fraterno, de saúde e de cura, com resultado eficaz para todos e quaisquer males ou disfunções. Pode e deve ser aplicada em todas as pessoas, não importando a saúde, a idade, o estado de sanidade mental e a resistência oferecida.

Através da Apometria, o desdobramento acontece via indução, gerando aquilo a que chamamos de bilocação. É uma técnica de largo uso, em Hospitais a partir da quarta dimensão, para tratamento de espíritos encarnados ou desencarnados, que abriu as portas para a investigação sistemática da dimensão astral, verdadeiro universo paralelo ao nosso. Representa em essência o desdobramento, a separação entre o nosso corpo físico e nossa constituição espiritual.

Desdobramento esse, que ocorre todos os dias em nossas vidas de forma natural. Às vezes espontaneamente. Acontece durante o sono natural, ou no sono hipnótico ou ainda no êxtase místico. Pode ocorrer também nos grandes choques emocionais, choques circulatórios, desmaios, coma, convalescenças de enfermidades graves, traumas físicos, também podendo ocorrer em conseqüência do uso de narcóticos.

Na medida que utilizemos a Apometria, com o passar do tempo, em função dos nossos desdobramentos, através dos trabalhos que vamos realizando, vamos adquirindo cada vez mais, consciência das nossas potencialidades e vamos assim superando as nossas limitações, pois passamos a transitar por diversas dimensões, como se estivéssemos aqui no plano físico que conhecemos, permitindo-nos ir a muitos locais, às vezes longínquos, para trabalhar, auxiliar, tratar de enfermos espirituais encarnados ou desencarnados, tudo isso naturalmente, sempre amparados por nossos irmãos maiores. Aliás, nada fazemos sozinhos! Somos sim, parte integrante de um grupo de seres abnegados, que vivem em prol de auxiliar, a quem esteja pronto para receber essa ajuda.

Ao utilizarmos a Apometria, abrimos imediatamente através de nossa forma pensamento, portais interdimensionais, que nos ligam ao Mundo Maior e, à toda Corrente Médica e Mentores do Espaço. O êxito da Apometria reside na utilização de nossa faculdade mediúnica, para entrarmos em contato com o mundo espiritual, da maneira mais fácil e objetiva, sempre que for necessário.

Finalizando, a Apometria é indicada para os casos de cirurgias astrais, incluindo transplantes de órgãos comprometidos, remoção ou desintegração de miomas por exemplo, obsessão e indução espiritual , auto-obsessão, pseudo-obsessão, parasitismo, vampirismo, estigmas espirituais, remoção de chips e parasitas no corpo astral, arquepadias, (magia originada em passado remoto), goécia (magia negra), tratamentos especiais para magos negros, tratamento de espíritos em templos do passado, utilização dos espíritos da natureza, condução dos espíritos encarnados, porém desdobrados, para Hospitais do Astral Superior. Indicado para criação de campos de força magnéticos. Perfeito para tratar de síndrome da ressonância vibratória com o passado, que é a cura e eliminação de traumas vividos em vidas passadas, através de terapia de vidas passadas.

Deixo aqui registrado que ministro vários cursos relacionados às Terapias Holísticas, inclusive Apometria, em qualquer lugar do Brasil, bastando apenas que haja um grupo de pessoas interessadas nesse sentido. Fonte

Caso você tenha interesse em melhor conhecer sobre esse tema, sugiro as leituras abaixo relacionadas:

NOVOS HORIZONTES DA MEDICINA ESPIRITUAL.
AUTOR: VÍTOR RONALDO COSTA.
EDITORA O CLARIM.

EVOLUÇÃO NO PLANETA AZUL.
AUTOR: RAMATIS. POR NORBERTO PEIXOTO.
EDITORA DO CONHECIMENTO.

Chama Cristica.
Autor: Ramatis. Por Norberto Peixoto.
Editora do Conhecimento.

Apometria Vista do Além.
Autor: Eurípedes Barsanulfo e outros. Por: João Berbel.
Editora DPL

A CRIAÇÃO DA BOLHA APOMÉTRICA…

Estando todos harmonizados, devemos invocar o auxilio do centro astral que fará atracar seu canal de conexão. Os terapeutas deverão plasmar um campo magnético para ancoragem do canal de conexão. Todos deverão enxergar a bolha e revesti-la com materiais transparentes e brilhantes, uma mucosa orgânica transparente de grande espessura, flexível, maleável e autoregenerativa, que permitirá que o paciente a atravesse, fechando-se durante a passagem.

Nesta dimensão dois corpos ocupam o mesmo lugar no seu espaço 3D. O paciente poderá entrar e sair sem danificar a bolha. A bolha será criada após a chegada do canal de conexão, será criada conectada ao canal, será uma extensão dele, magnetizada e revestida com esta mucosa orgânica. Esta mucosa orgânica será uma forma pensamento inteligente criada pelas egrégoras e pelas mentes encarnadas. Será desconectada pelas mentes encarnadas após autorização do centro astral. Sendo inteligente, a bolha poderá interagir com o tratamento sugando e aprisionando as energias circundantes do paciente. O conjunto canal e bolha formarão um meio seguro de encaminhamento das energias a tratamento astral.
Também facilitarão a vinda de especialistas ao tratamento. Muitas operações que se façam necessárias poderão agora ser feitas diretamente no local do tratamento, sem necessidade de encaminhamento. Isto também permitirá que o paciente seja atendido diretamente pelo centro astral, quando necessário.

Faremos operações mais rápidas e abrangentes, poderemos tratar mais corpos dimensionais.
No meu caminho descobri que o espírito humano necessita agora um auxilio mais constante, nesta transição dimensional, muitas membranas dimensionais ficam fragilizadas, muitos parasitas estelares conseguem acesso ao planeta. A Terra em mutação está indefesa contra ataques de larvas e parasitas estelares e estes tentam alojar-se nas mentes da terra, tentam contamina-la. A criação destas bolhas impulsionará a migração dimensional e servirá como escudos de proteção. Não podemos envolver toda a terra numa bolha, mas sendo inteligentes estas bolhas ficarão circundando a terra após serem usadas e criarão uma rede de atração e aprisionamento de parasitas. Serão como anticorpos siderais. Após serem criadas e participar dos tratamentos, as bolhas terão o aprendizado necessário para orbitar a terra e protegê-la.

O mesmo tratamento que aplicaremos nos humanos será depois realizado de forma automática pelas bolhas, ao redor da terra. Como vigilantes permanentes do nosso sistema terra-animais elas poderão diminuir a infestação que se abate sobre os humanos. Não podemos tratar apometricamente toda a humanidade, mas com as bolhas dimensionais teremos tratamentos mais rápidos e estaremos criando mecanismos de defesa para o nosso planeta.

O fim do tratamento precisa ser autorizado pelo centro astral, para que este retire cuidadosamente a bolha criada trate-a adequadamente e a coloque em órbita da terra.

Cada bolha terá uma mente própria e cada uma terá sua personalidade. Estaremos criando uma nova classe de organismos que irão atuar em nossa defesa. Esta é uma tecnologia da sexta dimensão que recebemos autorização para criar, pelas exigências que se fazem no momento atual da Terra.

Precisamos estabelecer novos rituais apométricos, novos procedimentos para o coordenador e passivos. Não é mais necessário enquadrar, pois todos estão contidos pela bolha. A bolha absorverá a inteligência necessária ao tratamento e utilizará esta inteligência posteriormente em suas missões ao redor da terra.
Não se encaminha mais, apenas se pede que os emissários astrais levem as entidades. Os médicos astrais estarão ao lado dos encarnados trabalhando em conjunto, apenas passe a energia ao médico astral para que a leve.

O paciente nunca deve sair de dentro da bolha durante o tratamento.
A equipe terapeuta não deve sair de dentro da bolha.
Se sair, não retorne.

A bolha é formada pela sintonia das mentes da equipe terapeuta e dos terapeutas astrais. Qualquer mente que saia de dentro da bolha, perde a sintonia e não deve retornar. A bolha é uma criação inteligente destas mentes, é um organismo vivo. Nenhuma inteligência que saia de dentro da bolha pode retornar. Toda inteligência que entra é tratada. Esta é a programação do bolha, tratar tudo que entra. Na sua criação e estando em ambiente mais denso, ficará sob o comando do coordenador encarnado e astral. Quando estiver sozinha, depois na órbita da terra. Atrairá pelo seu magnetismo todos os parasitas em um determinado raio de ação. Envolverá os parasitas no seu interior e os tratará replicando o que aprendeu.

Os centros astrais estão preparados para criar esta tecnologia, faltando apenas a criação das membranas magnéticas aqui na terra.